Páginas

9 de agosto de 2009

O número de sócios dos clubes em 2009.

O número de sócios de um clube de futebol reflete necessariamente a sua dimensão e o seu potencial em gerar receitas. No entanto o associativismo não é praticado em todos os países, nem por todos os clubes. Em certos países apenas alguns clubes têm sócios e noutros é considerado sócio do clube o torcedor que compra o seu lugar anual no estádio. Portugal é culturalmente um país onde o associativismo está enraizado, segundo dados da Marktest de 2006 cerca de 1,3 milhões de pessoas são sócios de um clube desportivo.

O número real e efetivo de associados de clubes depende naturalmente das atualizações. Ainda assim será difícil explicar a um torcedor britânico qual a razão que leva o torcedor Português a pagar uma cota mensal para ver o seu clube na televisão. Na Inglaterra um torcedor sofre para conseguir comprar um lugar anual no sempre lotado estádio do seu clube, no entanto, sendo Portugal um dos países do mundo com maior número de associados, apenas consegue preencher 60% da capacidade dos seus estádios através da venda de lugares anuais, isto falando apenas de Benfica, Porto, Sporting.

Em termos financeiros seria importante os clubes Portugueses redefinirem o termo “sócio do clube”, como o torcedor que tem as suas cotas em dia e possui um lugar anual/cativo no estádio, sendo beneficiado aí sim, de todas as vantagens que o clube tem para oferecer.

Número de Sócios dos Clubes 2009

MUNDIAL

BRASIL

PORTUGAL

1.

SL Benfica

Portugal

171.000

Internacional PA

100.000

SL Benfica

171.000

2.

FC Barcelona

Espanha

163.000

Grêmio PA

53.000

FC Porto

115.000

3.

Manchester United

Inglaterra

151.000

Corinthians

46.000

Sporting CP

96.000

4.

Bayern Munique

Alemanha

146.000

São Paulo

42.000

V.Guimarães

30.000

5.

FC Porto

Portugal

115.000

Vasco da Gama

28.000

Académica

21.000

6.

Internacional PA

Brasil

100.000

Santos

25.000

Sp.Braga

20.000

7.

Sporting CP

Portugal

96.000

Atlético PR

22.000

V.Setúbal

19.000

8.

Real Madrid

Espanha

92.000

Cruzeiro

18.000

Belenenses

18.000

9.

River Plate

Argentina

82.000

Coritiba

18.000

Boavista

17.000

10.

Schalke 04

Alemanha

72.000

Ceará

10.000

Marí­timo

10.000

Nota: (1) O nº de associados é aproximado e dependente de novas atualizações. (2) O nº de associados incluí todos os adeptos registrados como sócios independentemente de terem a sua situação regularizada. (3) Dados dos clubes Brasileiros: fonte “Clube dos 13″.

Ao contrário de Portugal, o associativismo no Brasil só está sendo olhado diferente (como fonte de receitas importante) desde 2003. Desde então os programas de marketing “sócio-torcedor” têm vindo a generalizar-se, sensibilizando os torcedores para a importância de se associarem aos seus clubes e se beneficiar de uma série de vantagens, como por exemplo, a redução no preço dos bilhetes dos jogos. Hoje o número total de sócios de clubes Brasileiros já atinge os 380 mil e com uma enorme margem de expansão.

O maior caso de sucesso em termos de associativismo na América é o do Internacional de Porto Alegre, que conseguiu atingir os 100 mil sócios, permitindo ao clube atingir a 6ª posição mundial em termos de número de associados onde o Benfica e Barcelona lideram.

Infelizmente aqui em nosso estado, as coisas não estão andando, muito amadorismo, muita conversa muitas desculpas esfarrapadas e continuamos na mesma. Vejam a situação clara que os dirigentes do Sport deixaram passar, Campeão da Copa do Brasil e classificação para a Libertadores em 2009 (mas nada foi feito), depois, Campeão Pernambucano, aliás, Tetra Campeão e nada aconteceu.

Então veio a desclassificação na Libertadores e o time entrou em parafuso (não vamos entrar em detalhes pois já foi exaustivamente falado), está mal das pernas no Brasileirão e muitas coisas vieram a tona o que inviabiliza no momento qualquer movimento para a tomada de posição nesta questão. O próprio dirigente máximo do clube (de acordo com a imprensa local), criticando a torcida rubro negra da Ilha do Retiro, sobre o atraso em suas mensalidades e conseqüentemente os problemas pela “falta” de recursos reinantes no clube.

E todos que conhecem as dependências do Sport Clube do Recife sabem das possibilidades de se ter um quadro de associados efetivos na mesma proporção do Internacional de Porto Alegre. Tem-se um grande parque aquático, sede com amplo espaço para festas, academia, quadras de tênis (descoberta e coberta), sauna, quadras para diversos esportes, bares, restaurante, loja temática, museu do clube, escolinha de futebol, quadra society, dependências para outros esportes, como judô e outros, até escola já tivemos nas dependências da Ilha do Retiro e até o Apart Hotel além é claro, dos torcedores que lotam o estádio em dias de jogos e já carimbaram como a "Bombonilha", dado o seu entusiasmo e paixão (só quem não ver isto é a diretoria). Um dos maiores espaços de associações desportivas do Brasil e com enormes possibilidades, só depende de quem administra.

Poucos entendem que os dirigentes empurravam para baixo do tapete, suas obrigações trabalhistas, salários e outros e até deixando correr a “revelia” nos Tribunais, causas que vão simplesmente dobrando de custo e um dia terão que ser pagas. Pois do contrário, o patrimônio físico da instituição será penalizado, tendo sua(s) propriedade(s) indo a “leilões” para pagamento do que deixou de ser feito no tempo certo.

E ninguém se pergunta por que não se usa a Lei de Responsabilidade em que seqüestra os bens particulares dos mandatários que não souberam ou não quiseram administrar corretamente o clube. Para serem usados como pagamento dos “erros” administrativos em sua gestão.

2 comentários:

Anônimo disse...

vergonha pro time brasileiro q se diz ter a maior torcida do brasil, ter menos sociós q o Ceará!

Roberto Agente Credenciado disse...

Exatamente. É uma vergonha mas isto é culpa dos nossos "DIRIGENTES AMADORES", cnforme estamos sempre falando. saudações.

Postar um comentário