Páginas

30 de junho de 2015

Ex-seleção, Grafite volta ao Brasil e assina com o Santa Cruz

O Santa Cruz anunciou um reforço de peso para a disputa da Série B do Brasileiro. Grafite, que fez sucesso com as camisas do São Paulo e do Wolfsburg e chegou a defender a seleção brasileira, acertou o retorno ao Brasil e ao clube pernambucano.
Grafite foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes com o São Paulo em 2005. Mudou-se para a França no ano seguinte, para defender o Le Mans, e partiu para o Wolfsburg na temporada 2007/2008. Na Bundesliga, formou dupla histórica com Dzeko, a "melhor da história do Campeonato Alemão", e conquistou o título em 2009.
Pelo Brasil, Grafite disputou a Copa do Mundo de 2010. Mas os últimos quatro anos foram passados longe dos radares, no futebol árabe, entre os Emirados e o Catar. Aos 36 anos, o atacante decidiu retornar ao Brasil, e escolheu o Santa Cruz.
O clube coral anunciou nesta terça-feira um pré-contrato com Grafite, que chega no início de agosto para reforçar o ataque da equipe. O jogador já passou pelo Santa Cruz, em 2001 e 2002.
Excelente atitude a do santinha, vem mostrar que quando se quer se consegue. Este atleta vem dar ao elenco aquele toque de classe e de conhecimento, parabéns ao Santa Cruz, e espero que seu departamento de marketing esteja a altura de um empreendimento desta envergadura.

Além disso o Grafite quando esteve aqui, também se destacou, não foi somente no São Paulo e no Wolfsburg, que nos desculpem os camaradas comentaristas do sudeste. É uma pena, mas, estão esquecendo que o Nordeste também é Brasil e com muito orgulho.

SPORT CLUB DO RECIFE, O "CLUBE" DO FUTEBOL BRASILEIRO.


Estamos vendo o Sport Recife mantendo uma invencibilidade em 9 rodadas, e até contra times considerados top no futebol brasileiro, como Flamengo, Fluminense, Santos, Vasco, mas, estamos vendo também que na maioria destes jogos os árbitros cometeram erros (se é que podemos chamar assim), que tiraram no minimo 6 pontos. E mesmo assim o clube Pernambucano continua se mantendo na liderança do campeonato mais importante do nosso futebol.

Estamos vendo também que muitos comentaristas que temos em conta e consideração e pensávamos que eram isentos ao comentar, (no eixo sul e sudeste do País), continuam afirmando que o Sport não tem  a minima chance de ser campeão brasileiro em 2015 e é provavelmente um "cavalo Paraguaio" (esquecem que recém, a seleção Paraguaia, mandou a seleção Brasileira para casa). É muita discriminação, pois o clube desde o ano passado, foi o que mais se movimentou e mais contratou jogadores de primeira linha (Diego Souza, Elber, Régis, Maikon Leite, André, Hernane, Marlone, e outros), e que manteve o melhor lateral esquerdo do campeonato de 2014, (pena, ter deixado Patrick, ir embora), além de ter mantido o técnico do ano passado, enquanto os outros descansavam em berço esplendido, ou simplesmente, fazendo as coisas sem nenhum planejamento.

Hoje o Sport Recife, tem um elenco que está qualificado entre os 4 melhores do Brasil, tem peças de reposição (ou banco, como alguns preferem), e então estes mesmos "comentaristas", não perdem por esperar o resultado desta equipe (que se for mantida até o final da temporada), tem sim, condições de se sagrar (mais uma vez), Campeão Brasileiro da Série A, ou seja, do Brasil. Apenas com algumas ressalvas, não se entende é uma multa de apenas 100 mil USD, pelo Maikon Leite, e contratos que não proíbam o Diego Souza (ou outros), de ficarem colocando em risco seu instrumento de trabalho (as pernas), na praia, praticando "futvolei", isto é inaceitável num clube grande, organizado e que paga salários em dia (está conseguindo esta proeza no futebol brasileiro), além é claro, de ter planejamento. 

Sei que pela atual posição do clube na Série A, aparecerão muitos clubes interessados em seus jogadores, e pelo visto da clausula "esdruxula", do meia atacante Maikon Leite, (com uma multa irrisória), e da venda do Joeliton para o futebol Germânico, (por preço de pinga), o clube corre o risco de perder a maioria de seus jogadores. Se faz necessário reajustes imediato em suas multas contratuais e valores para transferências de todos os atletas de seu elenco, em âmbito nacional e principalmente no internacional, e principalmente naqueles que são "patrimônio do clube, ou seja, sua base. 

Até parece que eles mesmos não acreditam no que estão fazendo, ou não sabem onde estão, ou o que vale ser e estar, na primeira divisão do futebol mais importante do mundo. Recentemente recebi uma consulta para o futebol Inglês sobre o Renê (se teria EU passaporte ou jogado nas divisões de base da Seleção Brasileira), e qual seria seu valor/multa para transferência (falei que seria algo em torno de 15 a 18 MM de Euros), mas, recém, escutei que estariam falando aqui em Recife (na FPF e no clube), em cifras de 4 MM de REAIS? Então, não irão a lugar nenhum, pois depois de todo esse trabalho de buscar bons jogadores e formar um elenco digno de disputarmos o campeonato brasileiro e uma Libertadores, vão simplesmente deixar o desmanche acontecer a troco de nada, além de perderem seus jogadores formados na base a troco de bananas.

Nosso futebol precisa urgentemente se profissionalizar, mais, de uma forma consciente e com pessoas de conhecimento e que vistam a sua camisa. Importar profissionais, somente, não leva a nada, ou seja, leva sim, a o que acontece no futebol do sul e sudeste, devem mais que os cabelos da cabeça, mesmo tendo formados jogadores da qualidade do Neymar e companhia.



22 de junho de 2015

Diego Maradona marcou-se como um potencial substituto para ser presidente da FIFA / Diego Maradona Reportedly to Run for FIFA Presidency

Diego Maradona marcou-se como um potencial substituto para ser presidente da FIFA, no lugar de Sepp Blatter, de acordo com Victor Hugo Morales, um jornalista associado de longa data da lenda do futebol Argentino.
O jornalista uruguaio forneceu notícias das intenções de Maradona sobre o órgão do futebol mundial que se prepara para eleger um novo líder. A eleição extraordinária surge na sequência de investigações pelo FBI sobre alegada corrupção no seio da organização. Com Blatter planejando demitir-se, (já demitiu-se), é necessário um novo líder.
"Ele me disse que estava indo para concorrer à presidência da FIFA e me autorizava a informar", disse Morales, relatado pela Reuters (h / t Yahoo). "Eu sou um candidato 'foram as palavras Diego Maradona me respondeu quando eu o consultei a sobre a nomeação para a presidência da FIFA."
Morales apresentava um programa de Copa do Mundo na estação de televisão venezuelana Telesur, com o argentino no ano passado, e que foi anotado no relatório acima referido.
Maradona supostamente fez suas intenções claras durante um telefonema com Morales no domingo.
Conforme relatado pela Press Association (h / t do Guardian), a próxima eleição da FIFA está programada para acontecer em meados de dezembro, embora uma data oficial ainda não foi revelado.
O Presidente da Liberia Football Association Musa Bility anunciou que vai concorrer para a presidência, também, e isto foi relatada pela Sky News. E outra lenda do futebol brasileiro, simplesmente o Zico também quer concorrer ao lugar do topo do futebol mundial.
Príncipe Ali Bin Hussein da Jordânia foi o homem que correu mais próximo do Blatter, quando este garantiu seu quinto mandato no comando da FIFA durante a eleição de maio. Ele podia se candidatar novamente, como poderia todos os candidatos anteriores, Luis Figo e Michael van Praag, e que ambos retiraram suas respectivas campanhas antes dos números finais serem contados.
Embora Blatter não conseguiu obter a maioria necessária na primeira rodada de votação, o príncipe Ali admitiu a derrota antes de uma segunda votação.
Pode ser difícil para Maradona para assegurar o apoio de cinco federações da FIFA, um pré-requisito para ser capaz de ficar para a presidência. Ele é amplamente considerado como um gênio do futebol, mas alguém cuja persona fora de campo é volátil e difícil de julgar.
Simplesmente terrível essa ideia do Dieguito se candidatar à presidência da FIFA, seria a mesma coisa que trocar seis por meia dúzia, não acham? Acho até que seria pior, muito pior mesmo, para o futebol como esporte, e principalmente como usa jornalistas para se auto promover, é triste mais é a pura verdade.
Fonte: Escritor Futebol Cristian Nyari comentou sobre a história:
Tradutor: Roberto Queiroz de Andrade. 
Diego Maradona has marked himself as a potential replacement for FIFA president Sepp Blatter, according to Victor Hugo Morales, a long-time associate of the football legend.
The Uruguayan journalist provided news of Maradona's intentions as the world football governing body prepares to elect a new leader. The extraordinary election comes in the wake of investigations by the FBI into alleged corruption within the organisation. With Blatter planning to resign, a new leader is needed.
"He told me he was going to run for president of FIFA and authorised me to inform," said Morales, reported by Reuters (h/t Yahoo). "'I am a candidate' were the words Diego Maradona used to answer me when I consulted him about the nomination for the presidency of FIFA."
Morales hosted a World Cup show on Venezuelan television station Telesur with the Argentinian last year, noted in the aforementioned report. He also provided memorable commentary of the icon's tremendous solo goal against England during the 1986 World Cup, as seen below:
Maradona allegedly made his intentions clear during a phone call with Morales on Sunday.
As reported by the Press Association (h/t the Guardian), FIFA's next election is set to take place in mid-December, although an official date has yet to be revealed.
Liberia Football Association chairman Musa Bility has announced he will stand for the presidency, reported by Sky News. Brazilian football legend Zico will also run for the top seat.
Prince Ali bin Hussein of Jordan was the man who ran Blatter closest when the latter secured his fifth term in charge of FIFA during May's election. He could stand again, as could previous candidates Luis Figo and Michael van Praag, who both withdrew their respective campaigns before the final numbers were counted.
Although Blatter was unable to secure the majority needed in the first round of voting, Prince Ali conceded defeat ahead of a second vote.
It may be difficult for Maradona to secure the support of five FIFA federations, a pre-requisite for being able to stand for the presidency. He is widely regarded as a footballing genius but someone whose off-field persona is volatile and difficult to judge.
Just terrible this Dieguito  idea to run for president of FIFA, it would be the same as exchanging six per half dozen, is not it? I even think it would be worse, much worse even for football as a sport, and especially how to use journalists to self promote, is more sad but is the truth.
Football writer Cristian Nyari commented on the story: