Páginas

17 de junho de 2009

Juízes de Futebol devem ser PROFISSIONALIZADOS


Teremos que certamente olhar para esta idéia e que deveria ser uma ATITUDE da Federação Pernambucana de Futebol e digo mais, iria muito mais longe, iria até a CBF porque já deveríamos ter colocado em prática e feito disto uma realidade em todo o território Brasileiro. Não se aceita que um “juiz” do melhor Futebol Profissional do Mundo ainda seja um AMADOR.


Como vamos esperar uma boa arbitragem se este “profissional” é um “amador” e precisa trabalhar paralelamente em outras profissões para nos jogos ser um “PROFISSIONAL”. É parece um besteirol completo, mais é isto mesmo que vemos aqui no Brasil, incompetência técnica, falta de organização, falta de estruturação, falta de vontade e falta de atitude.


O homem que é cobrado quando erra nos jogos, o homem que é chamado de profissional, não é nada mais do que um amador. Que corre em seus afazeres diários para conseguir sobreviver e nos dias de jogo, veste-se como um “profissional”, responde como um “profissional”, porta-se como um “profissional”, é tratado nos erros como um “profissional”, mas que não passa de um “amador”.


E é xingado por todos quando, infelizmente, erra; por cansaço, por stress, por problemas alheios a estes que no momento está trabalhando e ninguém quer saber o que houve com ele, durante todos os dias que antecederam o jogo, porque não tem como se preparar para este “trabalho”, que é um trabalho da mais alta responsabilidade, um trabalho de um..........


“Profissional” DO FUTEBOL PROFISSIONAL BRASILEIRO.



Nenhum comentário:

Postar um comentário