Páginas

22 de agosto de 2010

The second miracle of the year, with the same Club / O segundo milagre do ano, com o mesmo clube.


A situação é exatamente a mesma que afligiu a torcida do Central no Campeonato Pernambucano da 1ª Divisão. Mais precisamente, na última rodada da primeira fase.

Neste domingo, novamente, o Alvinegro de Caruaru não depende apenas das próprias forças para se classificar. O sonho de seguir vivo na Série D passa por uma combinação de resultados. Outra vez será preciso vencer fora do Luiz Lacerda e torcer para que o outro adversário direto pela vaga não ganhe em casa.

Há, porém, uma diferença pontual. Na tarde deste domingo, o Central encara um Fluminense/BA que também joga pela classificação no estádio Joia da Princesa, a partir das 16h. Nada a ver com o destroçado time do Sete de Setembro, de Garanhuns, que já estava eliminado na última rodada do Pernambucano.

No outro jogo da chave, o Treze/PB precisa segurar o River/SE, em Aracaju. De nada vai adiantar a vitória patativa se o River vencer. O acordo firmado entre o presidente do Central, João Tavares, e a diretoria do Treze, exige ao menos o empate para que a "mala branca" de R$ 12 mil seja enviada aos jogadores do time paraibano. Trato que será cumprido independentemente do resultado do Central na Bahia, garante Tavares. "Trato é trato, não tem conversa."

De acordo com o mandatário, a idéia do incentivo partiu dos conselheiros alvinegros. A mesma prática foi utilizada na rodada final da primeira fase do Pernambucano. Na ocasião, os jogadores do Vera Cruz receberam o generoso "benefício" por conseguirem segurar a favorita Cabense, no Gileno de Carli.

Apesar das coincidências, o técnico alvinegro, José Carlos Amaral, adota discurso cauteloso. Ele deixa para torcida e imprensa essa história do raio poder cair duas vezes no mesmo lugar. "Como treinador, eu preciso ser mais frio e evitar qualquer tipo de oba-oba. É outro campeonato, são outros times. Uma situação delicada, principalmente porque não dependemos somente de nós. Cheguei há apenas duas semanas e já vi o time se comportar de maneiras distintas, bem ou mal. Resta saber qual é o verdadeiro Central", disse.

A eliminação precoce da Patativa seria um balde de água fria na empolgação vista após a vitória sobre o River, por 5 x 2, domingo passado, no Luiz Lacerda. "Nossa meta é o acesso à Série C, mas o lugar do Central é na Série B, onde já esteve antes. Se o Asa de Arapiraca está na Segundona por que o Central não pode voltar?", questiona o otimista presidente. Faz sentido.

Realmente, porque o Central não pode voltar para a 3ª Divisão. Responderei, porque os senhores são amadores, brincam de futebol profissional, brincam com a instituição, brincam com seus torcedores, brincam com seus sócios, é muito fácil porque a paixão é muito grande. Estes são exemplos que comprovei neste clube, um diretor de futebol profissional que mal atende uma ligação telefônica e que passa o dia trabalhando em sua loja de autopeças, e o outro vice-presidente que intimida os jogadores para depor com mentiras em favor da incompetência. Outros que não tem a mínima decência para tratar seus jogadores, se acham senhores da guerra, do bem e do mal.

Mas é tão fácil fazer estas alquimias, já que não existe a quem recorrer, a FPF ou a CBF simplesmente não existem quando se trata em fiscalizar, principalmente em ano de eleições e as coisas passam e o futebol continua o mesmo, nivelado por baixo, cheio de mentiras e embromações.

E então se recorre a MILAGRES e a dois num mesmo ano, acho que é querer demais, não é mesmo? Menos pessoal, menos.

Fonte: Diário de Pernambuco, Lucas Fitipaldi.
Comentario e Tradução: Roberto Queiroz de Andrade.

The situation is exactly the same that plagued the fans of the Esporte Club Central in the Championship Pernambucano 1st Division. More precisely in the last round of first phase. On Sunday, again, the Alvinegro of Caruaru depends not only of its own forces to qualify. The dream of following in alive at Serie D is a combination of results. Again you need to win out of Luiz Lacerda (the own field) and hope that the other vacancy by direct opponent does not win at home.

But there is a difference off. On the afternoon of Sunday, Central faces a Fluminense / BA who also plays for the stage classification at Jewel Princess, (own stadium) from 16pm. Nothing to do with the team shattered the Sete de Setembro Esporte Clube, from the Garanhuns City, which was already eliminated in the last round of Pernambucano Tournament in 2010.

In another key game, the Thirteen (13 Club) from State of Paraiba must hold the River, from Sergipe State, Aracaju City. Anything going to help the victory of the Patativa (nick name of the Central) if the River win. The agreement signed between the Chairman of the Central, John (João) Tavares, and the board's Thirteen, requires at least a tie for the "white bag" from $ 12,000 to be sent to players on the team of Paraiba State. Tract that will be fulfilled regardless of the outcome of Central in the Bahia game ensures Tavares. "Deal is a deal, no conversation."

According to the trustee, the idea came from advisers encouraging black and whites (}Central EC). The same practice was used in the final round of the first phase of Pernambuco. On occasion, players of Vera Cruz received the generous "benefit" for being able to handle the favorite Cabense in Gileno de Carli.

Despite the coincidences, the head coach alvinegro (Central SC), José Carlos Amaral, adopts cautious speech. He leaves fans and media the story of the radius can fall twice in the same place. "As a coach, I need to be cooler and avoid any sort of panache. It's another league, other teams are. A delicate situation, especially because not only depend on us. I arrived just two weeks ago and have seen the team to behave in different ways, good or bad. The question is which is the real central," he said.


The early elimination of Patativa (Central SC) would be a bucket of cold water on the enthusiasm seen after the victory over River for 5 x 2, last Sunday, in our owm stadium of Luiz Lacerda. "Our goal is access to Serie C, but the Central was in the Serie B, where it has been before. Arapiraca If the wing is in the Central Segundona why can not come back?" Asked the president optimistic. Makes sense?

Actually because the Central can not go back to the 3rd Division. I can answer that; because you are running the club like amateurs, at professional football level, these are examples proving that a director of professional football that barely meets a phone call and spend the day working at his auto parts store, and another vice president who intimidates players to testify falsely in favor of incompetence.

Others who do not have the decency to treat their players, they think that are the man of the war of good and evil. This not exist anymore.

But it's so easy to make these alchemy, since there is no one to call, nobody gives a real attention what’s going on at our football(FPF or CBF) to the responsibility’s and the football remains the same, flushed down, full of lies and mistakes. Then he uses MIRACLES and two in the same year, I think is asking too much? Don’t you?

Less buddy, less.

Source: Diario de Pernambuco, Lucas Fitipaldi.
Commentary and Translation: Roberto Queiroz de Andrade.

Um comentário:

T Nogueira disse...

Olá,

http://footinmyheart.blogspot.com/

links change??

Com os melhores cumprimentos,

Tiago Nogueira

Postar um comentário