Páginas

17 de agosto de 2015

Borges salva a Ponte na Ilha do Retiro e mantém jejum de vitórias do Sport


Uma das sensações do Campeonato Brasileiro, o Sport não vive boa fase. A vitória diante da Ponte Preta, que estava próxima, escapou nos minutos finais, e o empate por 1 a 1 manteve o jejum pernambucano de seis jogos sem vencer - cinco na Série A e um na Copa do Brasil.
O time da Ilha do Retiro encerra o primeiro turno com 31 pontos, na 7ª posição, e desperdiça a chance de voltar à zona de classificação para a Libertadores, que agora tem o Fluminense em 4º, com 33. Já a Ponte Preta confirma sua ascenção desde a chegada do técnico Doriva - duas vitórias e um empate em três jogos - e fica em 9º lugar, com 26 pontos.
Antes de a bola rolar, o sentimento de perseguição era nítido na torcida pernambucana. Enquanto os jogadores estavam perfilados e os alto-falantes tocavam o hino nacional, vaias tomavam conta das arquibancadas, enquanto outros torcedores faziam o gesto de "roubado" com a mão.
Mesmo com este clima adverso para a arbitragem, especialmente após o pênalti marcado na Arena Corinthians, na última rodada, a CBF escalou dois auxiliares do estado para bandeirar a partida, decisão semelhante e muito criticada quando Luis Flávio de Oliveira apitou a partida em São Paulo.
Após o apito inicial, o que se viu foi uma Ponte Preta resguardada na defesa, enquanto o Sport controlava o jogo. E logo aos 10 minutos a postura ofensiva dos mandantes deu resultado: André e Diego Souza invadiram a área tabelando, e o meia só empurrou para o gol.
Com o 1 a 0 no placar, o Sport passou a se postar mais atrás e viu os visitantes tomarem conta da partida. O time campineiro passou a jogar no campo de ataque e criou algumas chances para empatar antes do intervalo, mas sem sucesso.
O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro terminou, com a Ponte partindo para cima e o Sport tentando explorar os contra-ataques. A marcação pressão do time alvinegro dava resultado e Bady chegou a perder um gol em cima da linha.
Conforme a vitória ia ficando cada vez mais ameaçada, a torcida deixou a preocupação de lado só no momento em que o técnico Eduardo Baptista chamou Hernane "Brocador" para o jogo. Mas não foi suficiente, a Ponte Preta conseguiu igualar o marcador com Borges, de cabeça.
Nos minutos finais a disputa ficou mais franca, com os dois times atrás da vitória, mas foi em vão. O apito final sacramentou o empate que deixou a torcida rubro-negra decepcionada.
No meio da semana, o Sport tem compromisso pela Sul-Americana contra o Bahia, quarta-feira, às 22h. Na próxima rodada do Brasileiro, os pernambucanos enfrentam o Figueirense, fora de casa, no sábado. A Ponte Preta também jogará pela competição continental na quarta, contra a Chapecoense, e volta a campo pelo Brasileiro diante do Grêmio, em Campinas.
Faz tempo que venho falando nisso, o time está jogando com a bunda na parede e sempre pensando que é melhor não levar gol que fazer, tanto faz aqui na Ilha quanto la fora, e isto é um pensamento retrogado, de quem pensa apenas em segurar resultado, e se perpetuar no cargo. É uma pena, pois quando o time se solta e joga para frente, todos sentem a mudança.
Principalmente porque estão cirurgiando os resultados, ou alguém tem dúvidas disso, e ainda tem mais, tem que tirar este pensamentoo de que não são grandes ou de que o time é grande para o Nordeste (nem sei de onde o Eduardo Baptista tirou isso), pois, foi numa declaração dele, dada recentemente.
Fico pensando com meus botões, o que seria isso..... Pois todos os dias escutamos dos técnicos e até dos dirigentes de todos os clubes da Série A, (até do Euvirus que se for rebaixado irá morar na Sibéria), que serão os campeões e no caso do Sport Recife, que tem qualidades, é tudo de cabeça virada para baixo, esta converssa de humildade e de subserveniência não condiz com o futebol. Se quiserem mando uma pessoa que trabalha com "coaching", para levantar a alta estima e dar mais segurança ao técnico.
Fonte: Diversas. Comentário: Roberto Q. de Andrade.

Um comentário:

JOUBERT ALVES CALADO disse...

Muito bom a reportagem sobre o SPORT, mas tem que chegar aos dirigentes do Clube...Certo

Postar um comentário